Tribuna da Notícia

O Seu Jornal na Internet!

Programa Universidade Sem Fronteiras recebe 246 projetos para edital de 2016

O Programa Universidade Sem Fronteiras recebe 246 projetos para o edital de 2016. O número ultrapassa, consideravelmente, o registrado na última edição quando foram inscritos 141 projetos no Programa Universidade Sem Fronteiras (USF). 

Para o edital de 2016, dos 246 projetos recebidos até a última segunda-feira (22) quando foram encerradas as inscrições, 73 projetos são para o subprograma Educação que teve o maior número de inscritos entre os cinco subprogramas do USF.

A próxima etapa do processo de seleção consiste no encaminhamento dos projetos para serem avaliados por consultores Ad Hoc. A previsão de divulgação dos 85 projetos selecionados é a partir de 10 de outubro.

Nesta edição, as instituições com o maior número de propostas inscritas foram as Universidades Estaduais de Maringá (UEM), do Oeste do Paraná (Unioeste) e a Universidade Estadual do Paraná (Unespar).

De acordo com a coordenadora da Assessoria de Projetos Estratégicos da Secretaria de Estado de Ensino Superior (SETI) e do programa USF, Sandra Cristina Ferreira, o importante número de projetos inscritos é resultado de um trabalho de fortalecimento com as universidades estaduais.

“Acreditamos que este aumento é resultado de um trabalho que envolve o processo de fortalecimento e respeito pelas ações de extensão no Paraná, processo este que tem a participação coletiva de todos os envolvidos no programa e fundamenta-se no apoio do Governo do Estado, por meio da Seti, que tem primado pela manutenção do investimento em projetos de extensão junto às universidades”, comenta Sandra.

Além do fortalecimento, a coordenadora do USF destacou as visitas técnicas feitas no primeiro semestre de 2016, dentro do processo de aproximação da Seti com as universidades estaduais, nos locais onde são desenvolvidos os projetos. “Estes encontros consistem em momentos produtivos para sanar dúvidas e potencializar as ações dos projetos”, diz Sandra.

Segundo ela, o Paraná tem dado oportunidade, por meio dos programas de extensão, para que as camadas menos favorecidas da população sejam alcançadas pelo trabalho qualificado realizado por equipes compostas de professores, acadêmicos e recém-formados oriundos majoritariamente das universidades estaduais.

As ações do USF serão custeadas com recursos do Fundo Paraná. O edital prevê até R$ 82,5 mil para cada proposta selecionada, totalizando um pouco mais de R$ 7 milhões. As bolsas auxílio têm valores de R$ 1.030, para o professor orientador; R$ 2 mil para profissionais recém-formados; e R$ 750 para estudantes.

As universidades estaduais são responsáveis pelas ações dos projetos, incluindo a divulgação e a seleção pública dos bolsistas. Existe a possibilidade de envolvimento de instituições parceiras no planejamento e na execução das atividades previstas nos projetos.

UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS – O programa Universidade Sem Fronteiras (USF) teve início em 2007 e foi instituído em 2010 por meio da Lei 16.643 como política pública de Estado. O USF tem por objetivo desenvolver projetos de extensão, prioritariamente, em municípios paranaenses com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e bolsões de pobreza.

As ações são promovidas por meio de equipes multidisciplinares compostas por professores, estudantes de graduação e profissionais recém-formados (até três anos) das universidades e instituições parceiras envolvendo diferentes áreas do conhecimento. Da AEN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam