Tribuna da Notícia

O Seu Jornal na Internet!

Final da colheita de Soja em nosso município

Chega o final da colheita de Soja no município de Reserva. Essa safra foi marcada por um cenário na campo climático adverso, desde o início do Plantio da cultura que sofreu com as chuvas irregulares no momento da semeadura, onde muitos produtores não conseguiram plantar na janela considerada ideal para nossa região, estendendo  a semeadura até o final de novembro.

O início de desenvolvimento vegetativo as chuvas irregulares persistiram até o final de novembro e em seguida vieram o período chuvoso que durante 25 dias e persistiram na região produtora, onde  o índice pluviométrico ficaram bem acima da média histórica em termos de volumes de água, e dias nublados intermitentes na fase de florescimento e formação de vagens.

Essa condição favoreceu a incidência de doenças fungicas, principalmente o mofo branco (Sclerotinia sclerotiorum)  principalmente em determinadas variedades consideradas mais susceptíveis à essa doença, afetando a produtividade. Logo em seguida houve uma sequência de 18 a 24 dias de sol com altas temperaturas que prejudicaram significativamente grande parte das lavouras, pois as mesmas se encontravam na fase de maior exigência de água  da cultura, que é o enchimento de grãos . Ou seja, o excesso de água  no período de florescimento/ formação de vagens  ocasionaram o abortamento das mesmas, e a estiagem ocorrida no enchimento de grãos,  reduziram o tamanho e o peso das mesmas.

A soma dos dois fatores, derrubaram a produtividade, com uma queda significativa de 15 a 30 % dependendo da região no nosso município. Porém os preços foram altamentes favoráveis ao produtor, onde a saca atingiu o preço histórico na safra, onde o produtor chegou vender a saca de 60 Kg à  R$  162,00 . Lembrando que muitos produtores, realizaram contratos futuros de uma parte de sua produção  na ocasião do pré plantio da cultura à R$ 86,00  a saca de 60 Kg .

Resumindo a safra 2020/2021 da cultura da soja, foi historicamente a mais rentável para os sojicultores , em função do mercado extremante favorável no mercado internacional , somado com a alta do dólar no momento da comercialização.

 

                                               Engº  Agrônomo – Sergio Fumio Ouchi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam