Tribuna da Notícia

O Seu Jornal na Internet!

Saúde e bem estar- Diferença entre medicamentos referência, genérico e similar

Cleide Vidal Hoinocz, Farmacêutica CRF/PR 21811, pós-graduanda em Farmácia Estética.

Olá queridos leitores!

Hoje em dia existem muitas opções de medicamentos e as pessoas acabam ficando sem saber o qual comprar, é nessa hora que nós farmacêuticos temos que explicar para o paciente as opções de marcas e preços para que ele possa escolher o melhor para ele e claro passando segurança para que o sucesso do tratamento seja alcançado.

Uma dúvida comum entre as pessoas que chegam aqui na Farmácia Doutor Desconto é: Por que o medicamento genérico e similar é mais barato que o de referência? Sendo mais barato ele faz efeito?

Medicamento de Referência: medicamento inovador registrado no país, tendo sua eficácia, segurança e qualidade comprovada através de estudos científicos no ato do registro junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Os testes e pesquisas para comprovar a eficácia do medicamento e o registro de patente têm alto custo, o que deixa o medicamento mais caro.

Medicamento Similar: Já os medicamentos similares foram regulamentados pela ANVISA no ano de 2003. Eles também possuem nome comercial. Entretanto, para que sejam considerados similares, os laboratórios que os fabricam precisam apresentar estudos comparando o medicamento similar ao de referência. É necessário comprovar sua bioequivalência e biodisponibilidade, ou seja, se o medicamento similar realmente tem a mesma dosagem do medicamento referência e se ele vai fazer o efeito desejado depois de ingerido.

Medicamento Genérico: o genérico foi criado em 1999 (Lei nº 9.787) para que seu custo fosse mais barato e acessível para a população, na sua embalagem deve estar escrito “Medicamento Genérico” dentro de uma tarja amarela. Contém o mesmo princípio ativo, dose e forma farmacêutica do medicamento de referência. Sua produção é liberada após a expiração da patente do medicamento de referência uma vez que, as fórmulas ficam detidas pelos laboratórios farmacêuticos durante um período de 10 a 20 anos.

No Brasil a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) é o órgão que regulamenta a fabricação e venda dos medicamentos, por isso os medicamentos adquiridos em farmácias são de confiança e claro vão fazer efeito, o ideal é que você tire suas dúvidas com o farmacêutico habilitado, pois ele conhece os medicamentos e suas diferenças. E lembre-se para que o medicamento faça efeito, o paciente tem que tomar de forma correta seguindo os horários prescritos pelo médico.

Se você tem dúvidas sobre os medicamentos, venha até a Farmácia Doutor Desconto onde você encontra dois farmacêuticos habilitados para poder orientá-lo:

Cleide Vidal Hoinocz CRF 21811 e Gilson Van Haandel CRF 24703

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam